A Lua que Existe em Ti: Reconecta-te com a Ciclicidade através da Mandala Lunar


Durante muito tempo, eu senti-me perdida e desconectada de mim mesma. Estava sempre a tentar encaixar em padrões impostos pela pela profissão que ocupava, sempre cumprindo com objetivos profissionais, dando o máximo de mim, e negligenciando as minhas próprias necessidades e desejos.

Não ouvi o meu corpo, ia trabalhar com fortes cólicas menstruais, noites sem dormir a pensar como cumprir os objetivos profissionais, com químicos para aliviar as dores para trabalhar, desliguei-me de mim mesma. Foi quando eu decidi olhar para dentro de mim e me reconectar com minha essência que tudo mudou. Descobri no meio de tantas aprendizagens, a mandala lunar, a observar a ciclicidade da lua, e percebi como ela refletia os ciclos da minha própria vida.

As fases da Lua e as aprendizagens:
A lua crescente inspirou-me a procurar o crescimento e expansão, enquanto a lua cheia me trouxe plenitude e intensidade, nesta fase sempre foi para mim a fase de maior preenchimento. A lua minguante ensinou-me a soltar e deixar ir o que não me servia mais, a aceitar e a lua nova ofereceu-me a oportunidade de recomeçar e plantar novas sementes.

Ao refletir sobre essas fases lunares, questiono a mim mesma e às leitoras: como cada fase lunar pode ser uma metáfora para as diferentes etapas das nossas vidas? Será que a natureza cíclica da lua nos recorda que a vida é um constante ciclo de renovação?

Ao me conectar com a energia da lua, aprendi a honrar e respeitar meus próprios ciclos internos. Percebi que não há nada de errado em passar por momentos de crescimento, plenitude, desapego e renovação. Aprendi a aceitar todas as emoções que surgem em cada fase e permitir-me vivenciá-las plenamente.

O empoderamento e a cicilidade:
A minha jornada sempre foi na procura de algo mais, sagitária se signo e quem me conhece sabe que gosto muito de aprender e ensinar. Hoje, quero encorajar todas as mulheres a conectarem com a sua própria energia lunar, a abraçar os ciclos internos, celebrar a feminilidade e cuidar de si mesma com amor e carinho. Cada uma de nós mulher é incrível, cheia de poder e potencial. Não tenhas medo de explorar quem realmente és e abraçar a tua verdadeira essência.

Reflexões sobre o autoconhecimento:

Nesse novo ciclo que se inicia, desejo que todas as mulheres encontrem o caminho do autoconhecimento e do empoderamento. Que possamos amar, respeitar e apoiar mutuamente em todas as fases da vida. Ao nos conectarmos com a nossa essência lunar, podemos nos perguntar: como podemos utilizar esse autoconhecimento para enfrentar os desafios diários? Será que a aceitação dos nossos ciclos internos nos permite abraçar as mudanças com mais graça? Quero convidar-te a juntar-te a nós no próximo círculo com a Mandala Lunar para te conectares com a tua ciclicidade, onde apresentarei a próxima Jornada Menopausa Consciente que se iniciará em breve. Juntas podemos criar um lugar onde todas as mulheres se sintam livres para serem quem são e brilharem com sua própria luz.

Carla Ferreira

Carla Ferreira

Terapeuta e Formadora
Mentora de Mulheres
Criadora do Método Jornada da Menopausa Consciente
Founder Welcome Home Azores e Ascensão d'Alma

Mais conteúdos que podem te inspirar

Oferta Especial

em comemoração à renovação da marca Ascensão d’Alma

18% off

12 Meditações Guiadas Consciência e Conexão